Segunda-feira, 16.11.09

250 gramas de macarrão tipo furadinho, gravatinha ou parafuso
1 lata de atum
1 xícara (chá) de maionese
1 colher (sopa) de mostarda
1 colher (chá) de molho inglês
1 cebola pequena ralada
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
Cheiro verde picado a gosto
Sal e pimenta do reino a gosto

publicado por Chicailheu às 20:12 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Macarrão é um tipo de massa alimentícia com o formato de tubos curtos, em que se incluem os penne e os cotovelos.

No entanto, é vulgar usar-se este termo para referir qualquer tipo de massa alimentícia, desde o spaghetti às letras e outras formas usadas em vários cozinhados e sopas.

 Origem do nome

Possivelmente venha do grego antigo "makron", que significava uma sopa grossa ou papa feita de cereais; outra teoria é de que viria de "makaria" (também grega), cujo significado é "alegre", considerando que uma refeição de macarrão dava alegria; há ainda outra teoria, segundo a qual, a palavra vem do italiano "macchare", que significa "desmanchar", referindo a moagem dos cereais;

No italiano moderno, o termo usado é "maccherone". Há registro de 1279 de um certo Ponzio Bastione, da pequena Pontedassio, Ligúria, que deixou com herança à família uma bacia de maccherone.

tags:
publicado por Chicailheu às 16:25 | link do post | comentar | favorito
Sábado, 14.11.09

tags:
publicado por Chicailheu às 20:00 | link do post | comentar | favorito

Ingredientes:

Alfajor:
½ Xícara (chá) de nozes moídas (ou castanha do Pará ou amêndoas etc.)
¾ Xícara (chá) de açúcar mascavo
2 e ½ Xícaras (chá) de farinha de trigo
½ Xícara (chá) de leite
180 gramas de manteiga sem sal
100 gramas de amido de milho
1 Colher (sopa) café de essência de nozes outra dependendo da fruta seca que usar
1 Colher (sopa) café de fermento em pó

Recheio:
1 Colher (sopa) café de essência de nozes
2 Colheres (sopa) de licor de amareto
1 Xícara (chá) de nozes moídas
1 Xícara (chá) de doce de leite
Modo de Preparo:

Alfajor:
Misture todos os ingredientes até obter uma massa homogênea.
Deixe descansar 15 minutos na geladeira.
Abra a massa e corte com cortador redondo.
Leve ao forno até que doure a parte de baixo, não pode dourar em cima, fica muito seco.
Recheio:
Misture tudo e recheie as bolachinhas, casando-as.
Só assim já é muito bom, mais se quiser pode banhar no chocolate derretido, devidamente preparado.

 

tags:
publicado por Chicailheu às 19:48 | link do post | comentar | favorito

As nozes são um complemento de energia. Seu alto valor calórico e nutritivo supera muito outros alimentos: é um dos poucos alimentos de origem vegetal que contém proteínas de alta qualidade. O alto valor de gordura existente na maioria das nozes faz com que sejam consideradas um alimento essencial.

 

As nozes são ricas em:

Omega 3 - Reduz o colesterol, triglicéridos, combate radicais livres, retardando o envelhecimento, previne doenças cardiovasculares, diminue a pressão arterial, os processos inflamatórios, reduz dores musculares e protege contra isquemias.


Omega 6 - Ajuda a reduzir o colesterol e intervém na formação do tecido nervoso e na produção de anticorpos.


Vitamina E - Antioxidante

tags:
publicado por Chicailheu às 19:43 | link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 05.11.09

300 g de batatas
500 g de bacalhau já demolhado, desfiado
1 cebola bem picadinha
1 dente de alho picadinho
2 colheres de sopa de azeite extra virgem
1 ovo levemente batido
½ xícara de cebolinha e salsinha picada
farinha de trigo apenas para dar liga, se necessário

óleo para fritar


Lave bem a batata, coloque em água fervente e cozinhe-as até ficarem cozidas, porém ainda firmes. Deixe esfriarem um pouco, retire as cascas e passe por um espremedor.
Junte todos os ingredientes pela ordem, amassando bem para ficar uma massa homogênea. A massa deverá ficar um pouco mole. Caso prefira mais consistente, acrescente um pouco de farinha de trigo, uma ou duas colheres de sopa.


Eu sempre frito uns 2 bolinhos, confiro a textura; desta vez adicionei 2 colheres de farinha, pois estavam desmanchando um pouco quando estavam fritando.

Aqueça o óleo em uma panela.
Faça os bolinhos com a ajuda de duas colheres de sopa e vá deitando os bolinhos no óleo, não colocando muitos bolinhos por vez. Faça aos poucos.
Deixe fritar até ficarem douradinhos por igual.
Retire da panela e deixe-os secar em papel absorvente.

 

 

publicado por Chicailheu às 21:30 | link do post | comentar | favorito

BACALHAU
Gadus morhua

Se pensa que o bacalhau é um peixe seco, triangular e achatado, está muito enganado!

O bacalhau é um peixe tal e qual como os outros, mas como estamos mais habituados a vê-lo seco ou no prato não o conseguimos imaginar de outra forma.

No entanto, é um animal muito interessante que vale a pena conhecer melhor.
O seu nome científico é Gadus morhua e os peixes da sua família chamam-se gadídeos.

 

Este é um dos peixes mais conhecidos das águas frias do mar Atlântico Norte (Islândia, Terranova, Gronelândia e Noruega), no Círculo Polar Árctico.

 

O bacalhau cresce bem rápido e as fêmeas são espectaculares no que diz respeito a terem filhotes: põem de 2 a 8 milhões de ovos por ano. Mas nem todos sobrevivem aos ataques das aves e de outros peixes predadores.

Um bacalhau pode viver até aos 25 anos. Desta forma podem chegar a um tamanho enorme. O maior bacalhau já pescado tinha quase dois metros e pesava 95 quilos. Era um animal enorme, do tamanho de um homem alto e grande. Um bacalhau de 20 anos pesa mais ou menos 50 quilos, o que também é bastante.

Apesar do bacalhau crescer muito depressa, as fêmeas só começam a procriar mais ou menos aos sete anos, quando atingem cerca de 45 centímetros.

 

O problema é que, muitas vezes, são pescados antes dessa idade e em grandes quantidades, o que faz com que este animal esteja quase em vias de extinção.

O bacalhau alimenta-se de peixes e crustáceos. Esta gula torna-o uma presa muito fácil, uma vez que praticamente não oferece resistência à captura.

Ainda por cima, apesar de nadarem habitualmente a mais de 200 metros de profundidade, deslocam-se em grandes cardumes, o que facilita a vida dos pescadores.

O bacalhau é uma animal simétrico, ou seja, o seu corpo é igual do lado direito e esquerdo, o que não é comum em todos os peixes.

Outra curiosidade é que não tem o corpo totalmente opaco: é translúcido. Ou seja, a luz passa através dele dando um efeito muito interessante.

Por estar habituado apenas a uma determinada temperatura, o bacalhau está sempre a viajar em grandes cardumes à procura de alimento. Por isso se diz que é um peixe migratório.

Eles se comunicam através de sons, alguns deles servem para atrair as fêmeas e manter à distância os machos rivais.

Sabia que no tempo dos vikings já se pescava bacalhau? E no século XVI os portugueses já levavam bacalhau seco (como o conhece hoje) nas suas viagens das descobertas.

 

Como os navegantes portugueses passavam longos períodos no mar e precisavam de um alimento nutritivo e bem conservado, o bacalhau era o ideal, pois mantém as suas propriedades nutritivas durante seis meses. Apesar de não haver bacalhau nas costas portuguesas, Portugal tornou-se o maior consumidor deste peixe em todo o mundo.
 

 

tags:
publicado por Chicailheu às 21:17 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

::RELÓGIO::
::SLIDES::
::MÚSICA DO BLOGUE::
últ. comentários
Como se prepara este marisco melhos este crustáceo
Comentário típico de alguém que NUNCA FEZ NADA NA ...
tem que ser faca eletrica?
pelos menos colocou uma receita para as pessoas pr...
Faça um molho cocktail de cavaco em vez de fazer a...
Olá bom dia!Somos produtores de chá preto e verde ...
Olá bom dia!Somos produtores de chá preto e verde ...
Meu amigo vç deve ser linguista ....mas pouco sabe...
Claro que um kilo de acucar para 500g de farinha, ...
Posts mais comentados
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários
as minhas fotos
PRENDAS DE BLOGUES AMIGOS


::RELÓGIO::
blogs SAPO
subscrever feeds